A diferença do PUA para REAL

A diferença do PUA para REAL

PUA x Real, qual é o melhor?

Essa é uma pergunta que tenho visto bastante em nossos grupos e acho válido esclarecer. Primeiramente, vale ressaltar que ambos não são opostos e não vejo motivos para fazermos comparações, mas a título de curiosidade, vamos expor os pontos fortes e fracos de cada um sem pender pra nenhum dos lados.

O PUA

Sigla da expressão Pick-up artist, traduzido como ‘artista da pegação/conquista’ teve sua origem nos anos 90, mas começou a ser popularizada no Brasil só depois de 2004. Basicamente, são homens que estudam estratégias para conquistar mulheres. É uma ferramente extremamente útil para homens muito tímidos que tem dificuldade nesse âmbito da vida.

O lado bom:

É uma comunidade colaborativa onde os homens se ajudam através da produção de material. O conteúdo pua em si é importante pelo fato de esclarecer muitas verdades sobre o que nos limita a conquistar mulheres e mostrar uma solução pra isso. Enfim, nos ensina estratégias para seduzir mulheres.

O lado ruim:

Os conteúdos pua deixam algumas lacunas quando pregam que “qualquer homem pode conquistar qualquer mulher, basta entender os métodos“, na verdade o homem deve estar apto para isso antes de tudo: aprender a se comunicar melhor e perder a timidez.  Outro aspecto é que o pua forma cafajestes viciados em frequentar baladas, que aprendem a pegar mulher mas não tem capacidade de manter um relacionamento.

O que estraga:

Infelizmente, temos uma minoria de homens que deixam de buscar o próprio desenvolvimento e passam a buscar reconhecimento, fama e status. Esses caras geralmente sãos os que se intitulam porcamente de “Mpuas”, e passam a se ver em um nível de excelência e desprezar os demais: “eu sou o melhor pua do brasil“. Outra coisa que estraga, que não poderia deixar de citar, são as pessoas presas a métodos se tornando robôs.

Pua não é um fim, pua é um meio. Pua é uma das várias ferramentas para o desenvolvimento de um homem.

A REAL

Originada em meados de 2005 a partir de alguns livros escritos por Nessahan Alita sobre o sofrimento amoroso do homem se criaram comunidades e blogs sobre o assunto. Silvio Koerich em seus blogs sobre machismo esclarecido ou masculinismo passou a usar a gíria “Mandando a Real” e daí nasce o título: REAL.

Basicamente a Real é um movimento que esclarece os podres do feminismo, mostra o lado obscuro das mulheres e da sociedade e nos faz trazer a tona nossas características de homem honrado.

O lado bom:

Todos os homens deveriam saber com quem estão lidando (mulheres) e como a maioria delas pensa e se comporta a fim de fazer artimanhas contra nós. Todo homem deve saber o lado ruim do feminismo quando ele deixou de ser igualdade pra se tornar superioridade. A real nos ensina que ao longo dos anos, devido a movimentos sociais feministas o homem foi se tornando emasculado e buscam reverter essa situação.

O lado ruim:

Existe uma pequena porcentagem de pessoas que não conseguem interpretar o que leem e acabam absorvendo as coisas de forma errada e desenvolvendo um ódio de mulher (misoginia). Alguns pseudo-líderes assumem o papel de ditadores tetando difundir suas ideias fechando os olhos pro mundo, ignorando tudo que está a sua volta. Eu disse ALGUNS.

O que estraga:

Hoje em dia as comunidades deixaram de proporcionar um desenvolvimento e passaram a gerar conflitos apenas. Antigamente eu aprendi muito nas antigas comunidades OLBDM e MGDHB, onde as pessoas se puxavam pra produzir informações relevantes e manter um desenvolvimento constante do homem como um todo. Hoje em dia o que vejo são meninos esforçados em mostrar o quão puta a mulher pode ser.

MINHAS CONSIDERAÇÕES:

Não sou suspeito pra falar pois participo das duas comunidades desde a sua criação, mas sou ativo em apenas uma delas. Considero ambas importantes, uma pra saber conquistar mulheres, outra pra saber que apenas conquistar não basta, temos que aprender a sermos homens.

Cabe a ti ter o discernimento necessário pra ter uma visão critica daquilo que lê. Nem tudo é útil e em ambas as comunidades tem gente podre.

Acredito que possamos excluir o que há de ruim e salvar o que há de bom em cada uma das comunidades e chamar isso de DESENVOLVIMENTO MASCULINO.

Matheus Copini.

 


privacy Suas informações estão 100% livres de SPAM.

Sobre o autor

Copini

Sou o responsável pela Alphalife, nos últimos tempos me dediquei a ajudar os homens a conquistar as mulheres e melhorarem seus relacionamentos.

comentários

Alphalife - Matheus Copini - Todos os direitos reservados 2017