Como formatar a mente e se livrar do lixo mental

Benjamin Franklin uma vez disse a seguinte frase:

“Três mudanças equivalem a um incêndio”

Sabe o que ele quis dizer? Que quando nos mudamos algumas coisas materiais velhas ficam pra trás, assim como em um incêndio onde se perde algumas coisas.

Mas eu não estou aqui pra falar de mudança não. Eu estou  aqui pra pedir pra você olhar pro teu guarda roupa, olhar pro seu quarto e ver quantas coisas, objetos e roupas você tem que não usa e não faz a mínima ideia do por que  comprou.

E não… eu também não estou aqui pra falar sobre consumismo. Sobre você usar coisas materiais pra preencher um vazio ou sobre você sustentar a indústria de eletrônicos que produz lixo, que você compra e depois de 3 meses aquele celular não serve mais pra nada.

Eu estou aqui pra falar sobre o acumulo de lixo. Tanto o lixo mental quando o físico.

Bom. Nesse momento você já deve ter olhado pro seu guarda roupas ou pensado sobre ele, então vai ser obrigado a concordar que você usa apenas 20% das roupas que tem lá.

As pessoas vivem a vida acumulando lixo.

Uma vez um cara me perguntou qual foi a coisa relevante que eu aprendi que fez mais diferença na minha vida. E eu disse que o que mais teve relevância pra mim, não foi o que eu aprendi, foi o que eu desaprendi. Isso significa toda a quebra de paradigmas que eu consegui ter, todo o lixo mental que eu consegui eliminar.

Inevitavelmente, tem coisas que se enraízam em nos desde a infância, principalmente dogmas de religião, paradigmas que nos dizem como agir e como se comportar. O que mais fez a diferença pra mim, foi desaprender tudo isso. Foi perceber que a vida, o mundo, o universo não é como a gente sempre pensou que fosse. Foi perceber a maioria das teorias e filosofias, até as mais inteligentes, param de fazer sentido quando se tem uma expansão de consciência.

Em outras palavras: quando se toma a pílula vermelha.

Desaprender, tem muito mais relevância do que aprender. Esquecer tem muito mais valor do que lembrar.

Quando um computador está lerdo, o que você faz? Você formata.
Quando seu carro está sujo o que você faz? Você lava.

E é isso que eu estou propondo aqui, uma limpeza, uma formatação. Eu estou propondo você deixar de lado todo lixo (material também) não só mental. Eu estou propondo você não viver uma vida baseado em futilidade e sim em intensidade.

Eu estou aqui bem de boa, esperando você cair na real e entender que tudo aquilo que você busca já existe em você. (Eu não estou falando dos meios e sim dos fins.)

Entender que muitas das coisas que você acha que precisa, você não precisa. Sejam elas materiais, objetivos ou idealizações.

Também estou aqui pra falar que mais da metade dos seus sonhos metas e objetivos não vão se realizar. Não por que você é fraco e mas sim por que vai desistir, por que no decorrer do processos você vai perceber que eles não são realmente importantes. Sei que alguns são importantes sim e vão se realizar, mas não é desses que eu to falando.

80% do seu guarda roupas é inútil.
80% das coisas que você deseja, não tem sentido real
80% das coisas que você aprende na escola você não vai usar em NADA.
80% das pessoas que você conhece, se morressem hoje, você não daria  a mínima.
80% do seu sofrimento é drama.
80% das palavras que você, são mentira

Sim, eu to deduzindo, mas tudo tende a funcionar conforme a regra 80/20.

Entendendo isso fica mais fácil de você viver a vida de forma mais desapegada, de fora mais realista. Fica mais fácil de você se desligar do ego e de você se sentir livre, de você se sentir em paz.

Sobre o autor

Copini

Sou o responsável pela Alphalife, nos últimos tempos me dediquei a ajudar os homens a conquistar as mulheres e melhorarem seus relacionamentos.

comentários

Alphalife - Matheus Copini - Todos os direitos reservados 2017