Como ser uma pessoa altamente estratégica e criativa

Transcrição do vídeo:

Uma das perguntas que sempre me fazem, principalmente as pessoas que me conhecem pessoalmente é como eu faço pra ser tão estratégico e criativo?  Ou de onde eu tiro ideias pra produzir conteúdos.
Eu não me acho uma pessoa tão criativa quanto eu aparento ser. Eu até sou criativo, sempre fui, desde criança, mas não o suficiente.  Só que eu preciso me virar e produzir vídeo semanalmente com um conteúdo inovador e de valor,  ao mesmo tempo em que eu atendo pessoas em consultoria analisando e resolvendo os problemas delas.

E eu vou confessar que eu conheci um método uma vez, que eu utilizo até hoje, só que de forma muito adaptada.  E esse método me serve pra ter ideias, pra validar ideias ou pra resolver problemas. Sejam eles meus problemas, ou problemas de clientes. Posso dizer também que serve pra eu aplicar em uma simples conversa com alguém e tornar essa conversa mais rica em conteúdo.

Veja também:

– O principal segredo da lábia
– 7 regras para ter uma conversa interessante

Esse método é muito conhecido e se chama O método dos 6 chapéus. Não é de autoria minha, esse método é apresentado no livro Os 6 chapéus do pensamento, de Edward de Bono.  Acredito que esse método tenha sido criado pra ser usado em reuniões empresariais pra poupar tempo e energia. Mas eu adaptei isso conforme a minha realidade e uso isso conforme as minhas necessidades.

Vamos fazer de conta que existem 6 chapéus mágicos, coloridos, cada um de uma cor diferente, e quando você veste algum desses chapéus absorve o poder mágico de cada um deles, o que faz com que aumente a sua capacidade de análise.  Como se fosse um chapéu mágico que te dá poderes de enxergar coisas que normalmente você não veria.

Por exemplo, vamos supor que você quer ter alguma ideia sobre alguma coisa, ou quer tomar alguma decisão importante, ou quer aprender a superar um problema, quer achar alguma solução pra alguma coisa, ou até mesmo entender alguma coisa que  não entende, seja lá o que for, desde que envolva o ato de pensar pra achar soluções

Então você pode usar os 6 chapéus do pensamento.

Como funciona:

Imagine que nesse momento você tem 6 chapéus na sua frente, cada um de uma cor, e cada um te dá um poder diferente, cada um te faz racionalizar sobre o fator em questão de uma forma diferente.

Chapéu branco: análise lógica

Então você pega o chapéu da cor branca.  Quando você veste o chapéu da cor branca ele te faz ficar absolutamente focado no problema que quer resolver. E ele te faz enxergar todos os acontecimentos de forma logica e objetiva.  Ele te faz ver os fatos de forma e analítica, analisando cada detalhe de forma fria e calculista.

Essa é a função do chapéu branco, analisar as coisas pelo lado racional.

Você já tem agora todos os dados lógicos sobre um determinado fato ou uma ideia na sua cabeça, agora é hora de analisar os pontos positivos e os pontos negativos de cada um.

Chapéu cinza: lógica negativa

Nesse momento você tira o chapéu branco e veste o chapéu cinza.  Enquanto está com o chapéu cinza na sua cabeça, ele vai te ajudar a enxergar tudo de negativo. Afinal tudo tem um lado bom e um lado ruim.

É obvio que precisamos ser otimistas, mas se você quer ser uma pessoa estratégica, precisa no mínimo enxergar todas as coisas negativas pra saber tudo que pode dar errado.  Isso é ter estratégia.

Chapéu amarelo: lógica positiva e otimismo

Tirando o chapéu cinza, é hora de vestir o chapéu amarelo.  Esse é o chapéu da logica positiva, o poder dele é te fazer enxergar, ainda de forma logica, tudo de positivo e todas as chances de dar certo. É o pensamento otimista em relação a algo, é a parte analítica voltada a tudo que é viável e seus possíveis benefícios.

O motivo de vestirmos o chapéu amarelo depois do chapéu cinza, é que primeiro você analisa as coisas pelo lado negativo, e depois as coisas pelo lado positivo o que cria um otimismo sobre isso. E esse otimismo deve se manter até o final por isso que o amarelo vem depois do cinza.

Chapéu verde: criatividade

Nesse ponto, você já tem muitas informações lógicas sobre o problema em questão, ou a decisão, ou um simples fato que aconteceu na tua vida.  Mas como eu sempre digo, nem tudo pode ser resolvido de maneira lógica.  E é por isso que nós vamos vestir agora o chapéu verde.

O poder do chapéu verde é incrível, por que ele te faz ver as coisas de maneira criativa.   Simplesmente esse chapéu vai dar asas a sua imaginação e você vai ter ideias pra resoluções pros teus problemas.

Toda ideia que você tem mas que já teve alguma dia, não é uma ideia criativa. As ideias criativas, vão ser mirabolantes, malucas, quem sabe até sem cabimento, mas vão ser criativas.  E o que caracteriza uma ideia criativa é uma ideia que você nunca teve antes.

As vezes nós somos criativos sem precisar de chapéu verde, só que estamos condicionados a cortar na hora o fluxo dessa ideia e essa sementinha acaba não vingando  (bloqueio criativo).  O chapéu verde faz com que as sementinhas das ideias malucas vinguem, por que tu quer isso.

E por que no momento em que você está usando o chapéu verde,  está totalmente impedido de ver as coisas pelo lado lógico.  Esqueça o lado lógico agora, você já teve tempo pra isso antes.

Chapéu vermelho: intuição

Outro chapéu muito poderoso é o chapéu vermelho.  Quando você veste esse chapéu, acaba o fluxo de ideias criativas, mas você começa a ver essa coisas por um outro ângulo.   O ângulo dos sentimentos e da intuição. E é nesse ponto que você substitui a inteligência por sabedoria, a sabedoria do subconsciente. É como se você fechasse os olhos do corpo e abrisse os olhos da alma.

Pense sobre uma determinada coisa e veja quais emoções isso te causa e tente perceber o que a sua intuição te diz.

É logico que se a sua intuição ‘disser’ alguma coisa, vai ser de maneira muito abstrata, talvez até em forma de sentimentos, sensações emoções.  Sentimentos são abstratos, e saber entender isso é a maior das inteligências, na minha opinião.

Chapéu azul: reflexão

E pra finalizar, você tira o chapéu vermelho e veste o chapéu azul.  O chapéu azul não é nem intuitivo e nem analítico e sim reflexivo.   Aqui você vai simplesmente pegar todas as coisas lógicas, tanto as positivas quanto as negativas, todas as coisas criativas, e todas as coisas intuitivas e vai refletir sobre elas com muita calma, em um nível quase de meditação.  Reflita, converse consigo mesmo.

E eu tenho certeza que depois de todo esse processo você vai conseguir chegar a várias conclusões, resolver problemas, tirar aquela pulga atrás da orelha, ter ideias, ou seja lá o que esteja precisando.

De qualquer forma, isso é apenas um método pra organizar os seus pensamentos, e potencializar a capacidade da sua mente.  É claro que não existem chapéus mágicos, esse é apenas o meu modo de ilustrar um conteúdo.

Recapitulando:

Chapéu branco: análise logica
Chapéu cinza: lógica negativa
Chapéu amarelo: lógica positiva e do otimismo
Chapéu verde: criatividade
Chapéu vermelho: intuição
Chapéu azul: reflexão


privacy Suas informações estão 100% livres de SPAM.

Sobre o autor

Copini

Sou o responsável pela Alphalife, nos últimos tempos me dediquei a ajudar os homens a conquistar as mulheres e melhorarem seus relacionamentos.

comentários

Alphalife - Matheus Copini - Todos os direitos reservados 2017