O que eu aprendi com Star Wars

Se você é fã da franquia Star Wars, eu tenho certeza que vai gostar desse vídeo. Se você não assistiu, ou só viu alguns episódios aleatoriamente, então veja esse vídeo pelo âmbito do desenvolvimento pessoal.

Nesse vídeo eu não vou falar sobre frases do filme, personagens, personalidades e sim sobre a essência do filme. O primeiro filme do Star Wars saiu em 1977, vai sair um filme esse ano e um em 2019. Quando uma franquia dura tanto tempo e conquista tantos fãs, significa que alguma coisa de especial ela deve ter.

E foi isso que despertou minha curiosidade pra assistir essa franquia sob um ponto de vista em que eu pudesse extrair alguma coisa. E logo no primeiro filme eu percebi uma coisa: Star Wars é levemente baseado no budismo e no taoismo, mas isso é tão sutil que você não percebe. Taoismo pra quem não sabe, é tipo um budismo oriental, é o que algumas pessoas chamam de zen. Parece que o George Lucas pegou os princípios do o zen e fantasiou isso, colocando heróis anti-heróis, vilões, criando dramas, ação, romance, guerras…

Só pra você lembrar, no mundo do Star Wars existe a força. E a força é o que dá poder pros jedis, um personagem só se torna um jedi quando a força é muito grande dentro dele.

Mas o que é essa força, de onde ela vem ?

Como eles descrevem a força é muito interessante. A força é um negócio que existe mas você não pode ver, não consegue descrever, você simplesmente sabe que ela existe e que ela tá dentro de cada um.

E isso é exatamente como os orientais descrevem Deus. Deus pra eles não é uma entidade, ou individualidade, é simplesmente uma energia vital, que tá em todo lugar, presente em todas as pessoas. E você não precisa concordar, por que eu só estou dizendo que é assim que os orientais vêem Deus.

No decorrer da história mostra várias cenas dos jedis treinando com seus mestres. E ai vem aquelas cenas clássicas do mestre dando um ensinamento falando coisas subjetivas que sempre ficam nas entrelinhas. Por exemplo, o Jedi tem um poder muito grande. Aí o mestre fala nas entrelinhas: “você não tem poder, você tem a habilidade de canalizar esse poder. “

Esse poder no caso, é a força. E a força não é dele, não é de ninguém, ela é universal e usa quem tiver capacidade de usar por que ela é ilimitada. E aqui ta o desapego que o budismo nos ensina. Você conquista coisas, usufrui delas, desfruta das coisas boas, mas não se apega a elas.

E quando pedem de onde a força vem, o mestre Yoda fala, “ a força está dentro de você” ela não vem de nenhum lugar, ela já está alí, você só precisa fazer ela explodir. E isso vale pra maioria das coisa que você busca. A maior parte delas já está alí.

Por que você acha que os animes sempre falam de uma força interna oculta? Por exemplo, Dragon ball fala do Ki, os Cavaleiros do Zodíaco tem o cosmos. Sempre é algo semelhante, só troca os nomes.

E isso existe por que a cultura oriental acredita que existe uma energia que preenche o universo, e ela está dentro de nós e que nós podemos canalizar também. Mas veja bem , eu não estou falando de soltar poder pela mão ou ter um sabre de luz. Eu estou falando de uma possível lei da atração, de uma possível troca de energias entre duas pessoas, estou falando do poder do subconsciente, estou falando de você construir a sua própria realidade.

Mas eu tenho que tomar cuidado com o que eu falo aqui, por que tem pessoas que são quadradas, que podem achar que eu estou induzindo elas a acreditar nessa força do Star Wars.

Os jedis conseguem sentir a presença das outras pessoas, tem numa situação de conflito e eles dizem “estou  sentindo a presença de um outro jedi” ou “estou sentindo medo em você” ou “estou sentido maldade em você”. E isso tem tudo a ver com budismo e taoismo.

A habilidade de você olhar para uma pessoa e ver a maldade nela, tem pessoas que  só de olhar você já sabe que não pode confiar em hipótese alguma. O que te fez pensar assim? Existe alguma razão pra você tirar essa conclusão? Não, nenhuma.

Você simplesmente sentiu, a sua intuição se manifestou de forma subjetiva. E não de forma racional. É o mesmo que os jedis ouvem dos seus mestres. Você quer tomar uma decisão, saber o futuro, saber qual caminho seguir, não pense sobre isso de maneira racional, medite, ouça a intuição, ouça a voz do coração.

Várias vezes durante os filmes eles falam “tal jedi é muito poderoso, a força nele é muito forte e ele tem uma sabedoria muito grande”. Essa sabedoria é intuitiva. Taoismo é a inteligência intuitiva sobre a vida.

Nós ocidentais não somos estimulados a ter inteligência intuitiva e subjetiva. Somos estimulados a sermos racionais, frios e calculistas. A nossa inteligência é volta a coisas lógicas, o que nos deixa a gente limitados.

Quando você vai estudar o taoismo,  se decepciona logo no início por que nada lá é lógico. Nada tem explicação, a maioria da coisas não fazem sentido se olhar pela lógica. Mas se você olhra pelo lado intuitivo, tudo faz sentido.

Por exemplo, quando um jedi sente a presença de outro jedi, ele está sentindo, ele não está ouvindo um bip na cabeça dele.

Eu acredito na minha intuição. Quando uma coisa ruim está pra acontecer eu sinto isso. um embrulho no estomago e aperto no peito. O corpo a mente e a alma estão sempre te dando sinais. Lembra do vídeo que eu falei sobre o medo? Onde eu disse que o medo é um sinal e você deve ouvir esse sinal e depois o medo vai embora.

A sabedoria dos jedis é a capacidade de ouvir a intuição. No caso do filme, na fantasia do filme, a força além de dar poder, dá sabedoria. Sabedoria subjetiva sobre a vida. Na nossa realidade, a nossa intuição nos mostra o caminho.

A força, quando desperta em um jedi, ela simplesmente vem, queira ele ou não. O despertar da força é uma analogia ao despertar espiritual, o despertar da consciência. Quando a sua consciência esta adormecida, você vê apenas aquele mundinho dentro da matrix, é como se você estivesse dormindo. Mas quando a consciência desperta, você vê o mundo com outros olhos, você se sente poderoso. Não por uma questão de arrogância, mas por você sentir que existe um poder e  pode usar,  pode conquistar o que quiser sem reclamar das influencias externas.

A força desperta no jedi, mas ele ainda não é um jedi, pra se tornar um jedi ele precisa passar por um treinamento e ter um código de conduta. No filme os jedis não podem usar a força com uma finalidade egoísta, não podem ter ódio, tem que sempre manter o coração tranquilo e limpo pra que a força se manifeste com mais intensidade.

E pra você que acredita no poder do seu subcosciente, na lei da atração ou tem fé em alguma, seja em si mesmo, quanto mais pura for a sua intensão ao fazer alguma coisa, mais fácil essa coisa vai dar certo. Pra usufruir do total poder da força, os jedis precisam manter o coração tranquilo e sem ódio. Se por acaso eles sentem ódio eles passam pro lado negro da força, que na opinião essa é a parte mais legal.

 

Sobre o autor

Copini

Sou o responsável pela Alphalife, nos últimos tempos me dediquei a ajudar os homens a conquistar as mulheres e melhorarem seus relacionamentos.

comentários

Alphalife - Matheus Copini - Todos os direitos reservados 2017